Cunhado e Irmão

Você  com  grande  sensibilidade
Que  nunca  deixa  transparecer
Com  timidez  de  menino
Estranha  tranqüilidade

É  amigo  e  irmão
Que  qualquer  um  precisa  ter
Nem  sempre  te  estendem  a  mão
Quando  exige  teu  coração

Mesmo  assim  com  problemas  aparente
Conseguiu  num  triste  dia
Deixar  alguém   tão  carente
Se  sentir  novamente  gente
Com  seu  poema  "EU"

PARA MEU CUNHADO E IRMÃO "CAIO"
DGS > CCV
21-07-91

 FECHAR

 

 



 

 

 



Copyright © 2004   FCO® Todos os direitos reservados CHALLENGE